JEREMIAS - A Chamada Perdida (parte 2)

Vigília
Fotos da FEMEC do Vale

No culto do dia 02.09.2017, realizado na IEC Tamarineira pela FEMEC KOINONIA, tivemos o segundo dia do congresso “Chamada Perdida?”, em que contamos com a presença e representação de várias UMECs espalhadas pelo Estado e com a presença especial de muitos ministérios que somaram bastante durante o evento. Tivemos como ministérios convidados o The Number Seven (IEC Dois Carneiros), o Ministério da IEC Jordão e o Ministério da FEMEC KOINONIA, que nos conduziram a louvores que certamente engrandeceram o nome de Deus. Com a participação de Adriana (IEC Tamarineira) que realizou a direção do culto, e do Pr. Paulo César (IEC Afogados), o pregador da noite, aprendemos muito sobre as desculpas que todos os jovens podem dar ou já deram para rejeitar o chamado de Deus.

Também estava presente o Ministério de Libras IBALT, em cumprimento com a revelação e o compromisso que a Federação firmou na EMCONE (PB – 04.17) pondo em prática nesse congresso a evangelização de pessoas surdas e mudas, que são públicos que infelizmente muitas vezes são esquecidos. Esse trabalho está sendo desenvolvido em parceria com os jovens do Ministério IBALT (Igreja Batista da Linha do Tiro) que possuem um chamado para o ministério de libras e estão nos ensinando como praticar o amor e o evangelho com os nossos irmãos. O objetivo é aculturar nos nossos jovens da denominação o despertar desse chamado (de libras) para que eles implementem em vossas igrejas e invistam nesse ministério, para que nos cultos e em suas programações nunca deixem de dar atenção para evangelização de todos. E para Glória de Deus já podemos visualizar os frutos do retorno desse trabalho, como foi visto em jovens da IEC Pina, que despertaram esse chamado. Sabemos que tem muito mais à de vir, porém, já podemos perceber que a palavra de Deus nunca volta vazia.

No primeiro dia do congresso aprendemos com Moises e seu chamado, e dando sequência a esta temática, no segundo dia, meditamos sobre a história do profeta Jeremias e as desculpas que ele inicialmente usou para não cumprir o chamado para qual Deus o designou. Vimos que podemos por vezes agir como ele, usando diferentes desculpas ou até mesmo ignorando o chamado do nosso Senhor para nossas vidas. Desculpas como “sou muito novo”, “isso não é para mim” e “não tenho tempo” estão presentes na realidade de qualquer jovem cristão que se opõe a ouvir a voz de Deus e encarar o propósito pelo qual está aqui na terra: cumprir o seu chamado. A consequência dessa recusa ao chamado pode ser vista nas igrejas quando jovens se afastam de Deus e esquecem o papel de servo na casa do Senhor destinado a cada um deles. Desta forma, muitos não vivenciam a transformação que o seu chamado poderia causar em si e nos outros ao seu redor.

A vida de Jeremias nos serve de exemplo, pois, apesar de se achar muito novo para cumprir o seu ministério (Jeremias 1:6) e ter usado esta desculpa, ao cumprir o seu chamado, o fez de forma impetuosa, ensinando a verdade de Cristo, repreendendo e exortando o povo, sendo para nós exemplo de fidelidade e perseverança em meio a um mundo descompromissado com Deus. Que possamos aprender com a vida do profeta Jeremias: primeiramente sabendo ouvir a voz de Deus, através de intimidade e relacionamento com Ele, sendo também disponível para ser usado pelo nosso Deus e estabelecendo reais prioridades em nossas vidas com o Pai. Portanto, sabemos que os propósitos de Deus estão acima de qualquer desculpa que possamos dar, e que quando recusamos o nosso chamado só desperdiçamos a oportunidade de viver as maravilhas que Deus tem para as nossas vidas ao cumprimos o nosso ministério.