Sola Fide, só a fé, nada mais!

É , pela graça, e apenas por ela, que somos salvos. Diante de um mundo meritocrático, a boa nova do evangelho de Cristo vem nos dizer que não podemos alcançar salvação por nossas próprias forças. Nada, absolutamente nada que venha de nós é digno de recebermos a salvação. O “joinha” (pegou a referência?!) da graça é dado a nós pela livre e boa vontade Divina. Todavia, a graça não vem sozinha. Ela vem a nós mediante a fé. É pela fé que a graça nos alcança. Mediante a fé somos salvos pela graça (Ef 2:8).

Perai, para tudo! Como assim, sou salvo pela graça, mas somente mediante a fé? Quer dizer então que preciso crer para, então, ser salvo? Sou coparticipante da minha salvação? Sim, mas calma. Antes que surja em nós um sentimento de vanglória e orgulho por crer que fizemos algo digno, de uma certa forma, para salvação, precisamos lembrar de onde vem a fé que nos possibilita a graça. Ela não vem de nós, é dom de Deus. Nem mesmo esse estado de crença, que nos faz ver os nossos pecados, as nossas transgressões e a nossa necessidade de Deus, é algo que conseguimos gerar por nós mesmos.

Somente o Espírito Santo pode gerar em nós, os eleitos, esse estado de crença em Deus que nos abre os olhos e nos revela a graça salvadora. Como a Confissão de Fé de Westminster diz: “A graça da fé, pela qual os eleitos são habilitados a crer para a salvação, é a obra que o Espírito de Cristo faz nos corações deles”. Tudo Dele. Pois, mesmo a nossa “participação” na salvação é uma oportunidade graciosa que Deus nos dá ao implantar em nós a graça da fé.

O Catecismo Menor de Westminster, define: “Fé em Jesus Cristo é uma graça salvadora, pela qual o recebemos e confiamos só nele para a salvação, como ele nos é oferecido no Evangelho”. É somente pela fé que entendemos o evangelho e Cristo e por ele somos convertidos. Somente pela fé, salvos pela graça, temos nossas vidas transformadas, nossos pecados, que agora enxergamos, são perdoados e há uma mudança de atitude e cosmovisão. Somente pela fé, aceitamos que Jesus é o Filho de Deus, que veio ao mundo, viveu, morreu por nós, ressuscitou e um dia voltará para nos buscar.

A fé também nos traz grandes responsabilidades. Não somos salvos por obras, como já dissemos. Nem há nada que venhamos a fazer para que sejamos vistos como dignos perante Deus. Somos salvos pela graça por meio da fé, chamados para viver as boas obras. Esta é nossa responsabilidade. A fé implica mudança de vida, de comportamento, atitudes, visão. Somos chamados para sermos luz, por meio dela. É pela fé que lutamos contra o pecado e buscamos as boas obras, ansiamos ser obreiros aprovados, santos, puros.

Somente pela fé a graça nos alcança, e por isso não podemos aceitar nada que o mundo ou os falsos evangelhos venham a nos oferecer além da fé. A salvação é mediante a fé, nada a mais, nada a menos. Por isso afirmamos Sola Fide, só a fé, nada mais!